Tenha um propósito!

 

Sempre que desejarmos alcançar nossos objetivos, precisamos ter em mente duas coisas apenas:

  1. Que podemos ir em direção aos nossos objetivos, desde que lutemos por isto;  ou
  2. Que estaremos nos afastando daquilo que mais desejamos alcançar, bastando sentir inveja de todos aqueles que alcançam seus objetivos e realizam seus sonhos!

Ou seja, trata-se de algo muito simples de ser compreendido. Entretanto, quando olhamos isto na prática, observamos que a grande maioria das pessoas, em vez de alcançar aquilo que tanto desejam, agem de maneira tão estúpida a ponto de se distanciar, dificultando ou impedindo completamente a realização de seus sonhos!

É verdade que a maioria dos objetivos não são alcançados senão com um esforço imenso e, quase sempre, depois de alguns bons anos. Provavelmente, ter que se esforçar de maneira contínua e por um período indeterminado faz com que muitos desistam, caiam no comodismo e tentem se conformar com aquilo que já possuem.

Você já parou para pensar que pessoas acomodadas são também as mais propensas a se sentirem frustradas com a vida? Elas também se sentem recalcadas e se ressentem daqueles que lutam pela realização de algum sonho! Você também sente recalque e ressentimento? Se sim, respire fundo e vamos continuar nossa conversa!

Todos temos sonhos, objetivos, desejos, anseios esperando por serem atendidos. Tudo depende de nós mesmos!

Quando você decide realizar algum objetivo, tenha em mente que muitos amigos, familiares e pessoas bem próximas, sentirão exatamente aquilo que você sente (ou já sentiu no passado) quando vê alguém se realizar: inveja! Você nunca sentiu inveja? Não? Ora, por favor, não tente enganar a si próprio!

A inveja é um sentimento humano! Logo, todos os seres humanos sentem inveja!

Vista como um sentimento inferior, tratada como algo pecaminoso, desde muito cedo somos ensinados que somente os bons e puros irão para o céu. É desta forma que aprendemos a negar nossos próprios sentimentos, especialmente a inveja. Entramos num processo de negação e, portanto, afastamo-nos de nossa própria natureza!

No entanto, a inveja pode ser utilizada como uma espécie de “combustível de foguete”! Mas como? Bem simples! Pense:

“Fulano realizou o sonho de ir para Disney!”

Quando você acorda e vai checar seu Facebook, então se depara com aquele amigo/conhecido que, sem te avisar, de repente inunda a sua timeline com dezenas de fotos do belo passeio que está fazendo no exterior! Nas legendas ele diz: “Realizando um grande sonho!” ou “Felicidade é pouco para descrever este momento!”

O simples fato de ver aquelas fotos estraga o teu dia! Você fica ruminando tudo aquilo e se pergunta por qual razão aquele amigo/conhecido conseguiu ir até lá, já que você não foi capaz de perceber a evolução do sonho dele em parte alguma, ou seja, não viu ele comentar com ninguém sobre aquilo, não o viu economizar dinheiro, nem sequer notou uma única pista que evidenciasse a iminência daquela viagem! Então você se ofende e desfaz a amizade e até o bloqueia para que ele não te veja mais (ou para que você não o veja sendo feliz)!

Você pode alegar “traição”, já que aquele amigo/conhecido não veio te falar nada! Aliás, você pode alegar o que bem entender! Porém, no fundo, você foi inundado por um forte sentimento de inveja. E este sentimento te fez cometer pequenas maldades, fazer comentários indevidos, ou ruminar frustrações por longas horas.

Nestas horas, você desfaria a amizade virtual ou continuaria a monitorar seu amigo, sofrendo com a felicidade dele?

Agora eu te pergunto:

Você seria capaz de mensurar o nível deste sentimento? de 1 a 10, qual o parâmetro da inveja?

Pois bem. Se você respondeu honestamente, então será capaz de compreender o potencial que possui para virar o jogo a seu favor e também conquistar aquilo que deseja! Tenha SEMPRE em mente que, se seu amigo conseguiu, você também será capaz de conseguir! Aliás, TODOS são capazes de conseguir, desde que sigam apenas 3 passos básicos.

Vamos a estes passos:

  1. Determine seu objetivo. Mas seja sensato. Não queira se tornar um atleta olímpico se você já não tem mais idade para isto!
  2. Mantenha em segredo. Estude seu objetivo a fundo. Veja quais “ingredientes” você precisa juntar ao longo do ano e parta em busca de reunir um por um, ainda que isso leve tempo! Aja disfarçado! Faça as pessoas acharem que você resolveu fazer um curso diferente e, portanto, não tem tempo para aquele happy hour. Quando seus familiares ou amigos mais próximos perguntarem o quê de tão estranho você anda fazendo, desvie a atenção deles para qualquer outra coisa. Tipo, se pretende fazer uma viagem (onde será preciso economizar, emitir passaporte, adquirir roupas específicas, etc.), diga-lhes que está estudando para o Enem ou que resolveu fazer um curso de idiomas. Desviar a atenção dos invejosos te permitirá agir livremente, livre das tentativas de sabotagens as quais eles são mestres em executar! e
  3. Tenha um propósito. Todo objetivo, para que seja alcançado, necessita ter um propósito! Algumas pessoas sofreram muito com a pobreza, então tiveram o propósito de se tornarem ricas e abastadas! Outras descobriram um potencial natural e tiveram o propósito de se beneficiar daquilo que a natureza lhes deu, tornando-se cantores, atletas, empreendedores, prestadores de serviços alcançando patamares que apenas 10% da população conseguiu alcançar! Atente para o fato de que muitas destas pessoas vieram de famílias extremamente pobres! Elas não tinham nada além de um objetivo alicerçado num forte propósito de superação, o que lhes tornou vitoriosas!

Em vez de sentir inveja daqueles que fazem sucesso, gastando energia para construir desavenças, soltar meias-verdades, ou para envenenar a si próprio, siga o plano dos três passos. Troque os queixumes pela ação! Ter um propósito faz com que a inveja seja canalizada para a construção de um bem maior! Experimente e comprove!

Quando você age tendo coragem de suas próprias convicções, quando suas escolhas foram feitas por você mesmo e, finalmente, quando você está munido de um grande propósito, então será capaz de alcançar tudo aquilo que desejar!

E aí, qual é o seu propósito?

 

Deixe uma resposta