Medalhas e títulos não compram um pedacinho no céu

 

Este é um princípio fundamental no Cristianismo bem como em várias outras religiões: Após a morte, a única maneira de avaliar se você teve uma vida bem-sucedida, não é avaliando a quantidade de dinheiro que você acumulou, mas sim, a maneira como tratou as pessoas, as amizades que fez, se foi capaz de conquistar o respeito das pessoas e se as respeitou, e assim por diante.

Seja qual for a sua fé, tome por regra levar uma vida equilibrada e respeitosa, cotidianamente para que, ao chegar lá no final, você possa olhar para tudo o que fez e sentir-se tranquilo, orgulhoso, com a sensação do dever cumprido!

Sempre que fizermos a diferença na vida das pessoas, contribuindo para que estas melhorem suas vidas, tão mais leve e feliz ficará nossa alma. Muito mais do que isso, não há maior pagamento do que aquele que nos é dado através da gratidão que as pessoas sentem ao lembrarem de algo bom que se lhes fizemos. E depois, ninguém quer entrar para a história como alguém que deixou um legado de tristeza e destruição!

Entretanto, é muito fácil nos perdermos em meio ao corre-corre da vida cotidiana, especialmente quando passamos a correr atrás de objetivos e sonhos efêmeros.

O verdadeiro sucesso consiste em dar e receber amor, ter saúde física e mental, riqueza o suficiente para proporcionar opções e ter tempo de desfrutá-las.

Seja qual for a sua definição para o sucesso, certifique-se de incluir uma medida saudável para as coisas verdadeiramente importantes!

 

Deixe uma resposta