Em caso de sinal ruim, troque sua antena!

Nos tempos de hoje, recebemos estímulos de todos os lados: Televisão, smartphone, revistas, propagandas, redes sociais e assim por diante. Isto equivale dizer que, de algum modo, vivemos desfocados, fora de nós mesmos, com nossa atenção voltada para o mundo externo e pior, nosso cérebro vive no “modo distração”.

Acontece que, na Memória Coletiva reside um “trigometrocabilhão” de informações perfeitamente passíveis de serem captadas por nosso cérebro. Aliás, nosso cérebro emite e capta ondas energéticas, da mesma forma que um dispositivo sem fios. Estas informações consistem, em sua maioria, naquelas ideias geniais que algumas poucas pessoas conseguiram captar! São incontáveis “Eurekas” que circulam por aí, livres e disponíveis para serem captados por um cérebro mais atento. Mas, onde mesmo estamos neste exato momento?? Então analise agora:

  • Onde minha mente está neste momento?
  • A TV está ligada? O rádio está ligado? Alguém está conversando ao meu redor?
  • Estou lendo algum livro, revista…
  • Estou brigando mentalmente com alguém?
  • Estou remoendo alguma situação mal-resolvida?

Além disso, analise agora a qualidade das informações que você está recebendo! São do tipo notícias lixo? Revista de cultura inútil? Está fazendo algum passatempo, ou matando o tempo? Se sim, por favor, considere trocar sua antena! Pois uma mente que consiga se manter focada, ainda que de maneira mínima, trará, geralmente, ótimos resultados para nossas vidas!

É no mundo mental que construímos nossas riquezas. Apenas como exemplo disto, J.K.Rowling, autora da célebre saga Harry Potter levou 5 anos para construir todo o universo de sua obra. Ela criou cuidadosa e criteriosamente cada cenário onde se desdobrariam as incríveis cenas descritas ao longo dos livros do pequeno bruxo. O resultado não poderia ser diferente: Sucesso absoluto!

Mas isto não acontece somente porque uma pessoa está antenada! Acontece porque, de algum modo ela aprendeu como permear seus pensamentos no éter cósmico! É como incursionar mentalmente num mundo amplo, sem limites, onde qualquer coisa é passível de acontecer; um mundo para o qual o limite e o impossível simplesmente não existem! Além disto, qualquer projeto realizado pelo homem, foi antes idealizado, construído parte por parte no silêncio e na imensidão de seus ideais e pensamentos!

Mas o que J.K.Rowling teria em comum com Albert Einstein?? Acredite, os dois se beneficiaram de um mesmo exercício! Este exercício dos gênios é algo que qualquer pessoa pode executar! É sério!

No próximo post falarei um pouco mais sobre isto!

 

 

Deixe uma resposta