Dirija sua Evolução!

Uma das grandes questões que surgem em minhas conversas com clientes e, na minha opinião é, talvez, a mãe das questões, diz respeito ao processo de evolução espiritual. Claro que a evolução espiritual passa pela evolução moral e pelo ecologismo, sob um aspecto geral.

Se este assunto interessa a você, saiba que, de cara, é necessário tomar uma série de atitudes de difícil decisão, que muitas vezes, entre o processo de decidir e a ação propriamente dita, terá levado alguns anos!

Num post anterior, eu havia conversado sobre fazer uma lista das cinco pessoas com quem mais se convive.

Pois bem! Acontece que durante nossas vidas, muitos “conhecidos” surgem e deles escolhemos alguns para sermos amigos. Escolhemos ou somos escolhidos… Porém, levamos algum tempo para conhecer bem a pessoa. Isto faz com que, em muitos casos, sintamos certo arrependimento ou até mesmo culpa por ter dado espaço à pessoas que, com o tempo, demonstram não ter merecido nem ao menos um único minuto de nossas vidas!

Algumas dessas pessoas que são verdadeiros “corvos” e “vampiros”, agem sempre de modo a azarar nossas vidas ou, quando as encontramos, nos sentimos energeticamente sugados. Mas por alguma (e estranha) razão, não conseguimos nos livrar destas pessoas.

Vamos a primeira lição! O egoísmo, tratado como o grande vilão por inúmeras religiões, até certo nível, funciona como dispositivo de proteção. Isto quer dizer que ser egoísta nem sempre significa ser uma pessoa do mal! Além disto, o egoísmo nos preserva daquelas pessoas que se aproveitam da bondade humana para obter vantagens, ou para encrencar pessoas inocentes.

Portanto, sejamos pouco egoístas em alguns casos, e egoístas a um nível mais elevado, noutros casos! Mas tenhamos sempre o egoísmo à mão, já que ele poderá nos salvar de alguma enrascada!

Agora a dica:

Faça uma lista das 10 pessoas mais próximas, que te causam algum mal estar, que vivem falando coisas desagradáveis, agem de maneira impertinente, melindram-se com facilidade, são invejosas, falam da vida alheia, sobremaneira dos infortúnios que os outros sofrem; que riem e debocham da desgraça alheia, mas falam de maneira rancorosa e ressentida do sucesso dos outros. Então elimine-as de sua vida! Pois saiba que estas pessoas estão atrasando a evolução espiritual e moral delas próprias, e a sua!

Você não precisa falar mal dos outros, nem tampouco agir como estas pessoas agem para sofrer a inércia evolutiva. Basta que participe da psicosfera de pessoas que agem como tal! Lembra do fumante passivo? Pois é! Se calhar, é o fumante passivo que adoece antes do fumante mais inveterado, já que o fumante passivo inala a fumaça sem filtro! Mas e quanto ao filtro psíquico? Estamos realmente protegidos ou vulneráveis às péssimas vibrações dos corvos e vampiros??

Lembre-se: Você não é obrigado a conviver com corvos e vampiros, mas se aceitar este convívio, sofrerá o impacto da terrível atmosfera sob a qual eles adoram viver!

Mas não será falta de caridade agir assim? Não! Permitir isto se chama “codependência!” Caridade é, de longe, outra coisa!

Portanto, dirija sua evolução!

 

Deixe uma resposta