Ao sabor do vento: A causa primária das falhas!

Stranded

Muitas pessoas seguem o lema do “deixo a vida me levar…”.

Quando deixamos que as coisas aconteçam ao sabor do vento, acabamos por não perceber que, na verdade, ficamos à deriva!

Trata-se de um comportamento típico daquelas pessoas que preferem seguir por um caminho mais fácil, que ofereça menor resistência, menos dificuldades, poucos desafios e nada de riscos. Saiba que este é um conjunto negativo de ações!

Uma pessoa que tende a fugir dos desafios é aquela que também não aceita ser contrariada: Ela quer tudo ao seu modo e é incapaz de tolerar que a vida eleve o nível de dificuldade para que a conquista tenha mais sabor.

Aquela pessoa que não aceita correr riscos é também a mesma que não gosta de se comprometer com ações. No fundo ela não se compromete com nada e ninguém, nem com ela própria!

Em geral, as pessoas tendem a seguir o fluxo natural das coisas, isto é, ao sabor do vento e sem um destino específico: A falta de um plano de ação poderá te levar para muito longe daquilo que você deseja alcançar!

Ter um plano de vida/ação definido, simplifica em muito todas as decisões que precisamos tomar ao longo do dia, evita a procrastinação, vulgarmente conhecida como “empurrar com a barriga” bem como cobranças desnecessárias das pessoas que nos cercam, das quais vivemos evitando e que afetam a nossa trajetória rumo aos objetivos.

Steve Jobs, ao longo de sua vida, recusou milhares de ideias magníficas, revolucionárias e inovadoras que seus engenheiros, parceiros de negócios e inventores costumavam lhe trazer. Entretanto ele não deixou de alcançar a meta de colocar sua empresa no topo das maiores corporações do mundo. Ele possuía foco! Ele tinha um plano de ação!

Quando você sabe onde quer ir, isto é, quando possui um plano de ação e procura manter o foco, então fica mais claro perceber quais decisões precisam ser tomadas e qual a urgência em tomá-las, já que isto pode te colocar mais próximo ou te afastar do sucesso final.

Quando temos uma definição clara sobre nossos objetivos, podemos nos relacionar de maneira saudável com todas as pessoas, especialmente aquelas que não se adequam ao nosso modelo de evolução. Afinal de contas, não precisamos magoar ninguém, nem tampouco deixar que nos atrapalhem a vida!

Portanto, estabeleça metas claras, tome decisões em favor dessas metas, não perca o foco e esteja disposto a enfrentar um mar bravio, se preciso for, até alcançar seus objetivos: Há algo magnífico lá do outro lado!

 

Deixe uma resposta